Ilha que se desloca!

Veio sem manual, essa porra! Eu fico revirando a vida de ponta-cabeça pra ver se entendo seu funcionamento, mas ela parece um cubo mágico cheio de faces ocultas que escapam à compreensão e ultrapassam a minha capacidade de sentir as coisas. E os dias não param de acontecer! Na falta do guia de instruções, eu vou tentando encaixar as peças conforme tamanho e cor…querendo dar alguma utilidade ao meu raciocínio lógico: “Se eu  for por aqui, vai dar ali! Se eu tentar isso, vai dar naquilo e vou sair acolá”. Conjecturas balzaquianas? Sartrianas talvez! Preciso chegar, mas me faltam mapas, placas, setas indicativas! A vida é uma ilha que se desloca bem debaixo dos nossos pés! Quando ela se movimenta bruscamente, eu caio na água! Tchibum!! Se tem uma coisa que nunca me faltou foi coragem pra sobreviver! Então, me reviro de ponta-cabeça, entendo meu funcionamento e considero minhas opções: posso me afogar ranzinzando a falta da porra do manual ou bater pernas e nadar para alcançar alguma nova margem brevemente romanceada no tempo e no espaço dos dias que não param de acontecer.


Maíra Viana