A Rifa…

Então, vou ter que rifar!! E tem esse jeito novo de se relacionar!! Ficar!! Tudo beira a superfície dos corpos!! Os orgãos internos? Estão todos mortos!! E cinco minutos de orgasmo valem mais que qualquer excelência em atenção!! As pessoas se permitem gozar das mais variadas formas, mas não se permitem se dar. As bancas de revista estampam a nudez em capas! Mas, espera! Tudo tem um preço! Quanto ela ganhou pra posar? E ele, quanto levou pra fotografar? Quanto custa cada exemplar??? Quanto de prazer você pode me dar? Você sabe dizer? Porque é apenas esse o seu valor! Então você deve saber!! Já que sabe, então deixa eu falar!! Estou rifando um amor inquieto! Quem dá mais? Quem dá mais? Ninguém dá! E me pergunto confusa: a quem interessa??. Alguém realmente tem tempo para reparar? E só o que me dizem é: ”agora não dá!”. Deixa pra lá!! Como chamar a atenção de alguém sem precisar rebolar? Nem se eu gritar! Não há! Não há nada que eu possa fazer além de rifar! Aliás, há! Ficar! Já que não tem outro jeito, porque não experimentar?! Algúem me empresta um batom vermelho enquanto eu viro o cabelo pro lado? Vou dar! Vou dar uma chance a esse jeito novo de se relacionar! Então, vem cá!! Me faz gozar! Agora, já! Já que do gesto não vem nada mesmo! Deixa o sêmen jorrar!! Quem sabe jorra também uma gota de afeto!!! Pra cá!! Já que do olhar não vem nada mesmo! Me come e depois pode cochilar!!! Pra lá! Quem sabe cochila também o meu amor inquieto!! Se não bastar, não vai colar! Ficar!! Esse jeito novo de se relacionar!! Vou ter que rifar!!


Maíra Viana